Reserve
Palácio Rio Branco de Salvador
Palácio-Rio-Branco-de-Salvador

Palácio Rio Branco de Salvador

 

Quem visita o Centro Histórico de Salvador irá se surpreender com o tamanho e a beleza do Palácio Rio Branco, que inicialmente fora chamado de Casa do Governo, construído em 1549, a sua primeira edificação feita de taipa foi ordenada por Thomé de Souza.

Localizado de frente para Praça Thomé de Souza, onde pode ser vista a estátua de Thomé de Souza esculpida em bronze, o Palácio Rio Branco de Salvador está à direita do Elevador Lacerda, e a sua direita encontra-se o Memorial da Câmara Municipal de Salvador, e do lado oposto da praça, a sede da Prefeitura Municipal de Salvador.

Confira mais da história desse magnífico palácio e como você poderá se programar para visitá-lo!

Um pouco da sua história

Edificado em virtude do nascimento como unidade política do Brasil e da fundação da cidade de Salvador, o Palácio Rio Branco teve como objetivo principal ser a residência de reis e governadores, no período em que Salvador foi a capital do país, o que durou 214 anos de nossa história.

Diversas edificações do Palácio Rio Branco foram erguidas e demolidas por diversas razões. Sua primeira construção foi realizada de taipa datada de 1549. No ano de 1551, uma nova construção em alvenaria de pedra e cal foi realizada.

Mas foi em 1912, após bombardeio a Salvador, partindo do Forte São Marcelo ordenado pelo então presidente Hermes da Fonseca, que o prédio foi parcialmente destruído. Na sua ala esquerda, estava instalada a Biblioteca Pública, que teve diversos documentos oficiais e históricos perdidos no incêndio, bem como a ala central do palácio.

Beleza e estilo

Reinaugurado em 15 de novembro de 1919, o Palácio Rio Branco levou quase oito anos para ser finalizado. Com um estilo mais eclético, recebeu uma cúpula no seu topo, mas é o seu terraço distribuído ao longo de seis níveis com uma vista privilegiada para a Baía de Todos-os-Santos que chama a atenção.

Durante 60 anos, foi sede do Governo Estadual. Atualmente, abriga o Memorial dos Governantes Republicanos da Bahia, sob coordenação da Fundação Pedro Calmon. O visitante poderá encontrar diversos exemplares de tapetes, símbolos e estátuas da República, preciosas obras de arte, bem como mármores distribuídos ao longo dos pisos. O Memorial oferece também Mediação Cultural e visitas guiadas, bem como exposições temporárias.

Programe-se para sua visita

O Palácio Rio Branco é aberto à visitação do público, sendo possível dois tipos de visitas, a primeira apenas pelo andar térreo do prédio, onde o visitante poderá passear pelas luxuosas salas que eram utilizadas para os despachos oficiais, e uma segunda visita guiada com horário pré-determinado, onde será permitido conhecer o andar superior do palácio, em que estão localizados a Sala dos Espelhos, a Sala Pompeana e diversos outros aposentos utilizados pelas famílias reais que lá residiram. Antes de visitar, confirme os dias e horários para conhecer esse prédio histórico que faz parte da história do nosso país.

O palácio está a poucos metros do Fera Palace Hotel, basta seguir em direção a Rua das Vassouras que encontrará esse ponto turístico, na Praça Thomé de Souza.

 

LEIA OUTRAS DICAS DE SALVADOR