Reserve
Principais personalidades da história de Salvador
principais

Principais personalidades da história de Salvador

Salvador é a cidade onde nasceram grandes personalidades, que fizeram da capital baiana uma referência cultural, política, religiosa e artística. Influenciados pela cultura africana ou pelo momento histórico no Brasil, cada uma se destacou ao seu tempo contribuindo para a construção da história de Salvador. É possível visualizar pela cidade monumentos, ruas, estátuas, fundações, teatros e outros locais que receberam o nome de algumas delas. Por isso, conheça mais sobre as personalidades da história de Salvador!

Grandes escritores e suas obras

Na literatura, grandes escritores revolucionaram. O primeiro deles é Gregório de Mattos, nascido em 1636, destacou-se como poeta barroco, sendo reconhecido pelas suas obras “Poemas Satíricos”, “Antologia Poética” e “Poesias Selecionadas”. Já no combatente à escravidão está Castro Alves que nasceu em 1847 e é conhecido como o poeta dos escravos, tendo como obras principais “O navio Negreiro, “Espumas Flutuantes e “Os Escravos.

Outro que teve grande participação na política por meio da defesa dos direitos e garantias individuais foi Ruy Barbosa de Oliveira, escritor e tradutor que nasceu em 1849. Suas principais obras são “Figuras Brasileiras”, “Correspondência” e “Visita à Terra Natal”.

Mesmo não tendo nascido em Salvador, Jorge Amado foi o grande responsável pela popularização da cultura da capital baiana pelo mundo e foi um dos mais traduzidos autores brasileiros. Suas principais obras são “Jubiabá”, “Dona Flor e seus Dois Maridos” e “Tenda dos milagres”. Ele nasceu em 1912, na cidade de Itabuna. Caso queira conhecer mais sobre o escritor visite a Casa do Rio Vermelho, no bairro do Rio Vermelho.

Grandes personalidades da capoeira

Nascido em 1889, Mestre Pastinha como era conhecido, Vicente Joaquim Ferreira Pastinha é considerado um dos mais famosos mestres de capoeira da história, tendo ensinado diversos alunos que se tornaram consagrados mestres da capoeira, tais como Mestre Bimba, responsável pela legalização da capoeira no Brasil; e o conhecido João Pequeno, aluno de Mestre Pastinha, que assumiu suas funções quando este parou de ensinar capoeira.

Mulheres e seus destaques na história

Várias foram as mulheres que se destacaram no cenário político para a Independência do Brasil com seus atos de resistência e determinação, o que encorajou diversas outras mulheres a lutarem ao seu lado.

“Soldado Medeiros” foi o nome usado por Maria Quitéria para lutar no exército visando expulsar os portugueses da Bahia. Em sua homenagem, um memorial foi colocado na Igreja de Sant’Ana, em Nazaré. Outro destaque vai para Joana Angélica que na tentativa de impedir a invasão das tropas portuguesas ao Convento da Lapa, utilizou o próprio corpo para impedir a invasão, entretanto foi assassinada pelos portugueses, que invadiram o convento. Além disso, há também Maria Felipa, que comandou dezenas de mulheres e, segundo relatos, queimou mais de quarenta embarcações portuguesas.

Forte influência religiosa africana

Em Salvador existem diversos terreiros de candomblé, tradição religiosa trazidas com os escravos africanos. Uma das referências religiosas do candomblé vai para Mãe Aninha, Eugênia Anna dos Santos, que por conta da sua atuação religiosa e respeito, foi importante personalidade para que se conquistasse por meio do “Decreto de Liberdade de culto às religiões africanas” a liberdade religiosa nos terreiros.

Admirada por muitos políticos e artistas, Mãe Menininha do Gantois era conhecida pela sua sabedoria e tranquilidade com que lidava com as circunstâncias da vida. Foi ainda homenageada por Dorival Caymmi em uma de suas músicas “Oração a Mãe Menininha”.

Importante terreiro para preservação da cultura africana, o terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, tombado pelo Iphan, foi administrado pela Mãe Stella de Oxóssi, a quinta Iyalorixá do terreiro e uma das mais famosas. Ela é referência no que diz respeito à defesa dos Direitos Humanos e combate ao racismo e à intolerância religiosa. Tem em seu currículo escolar a disciplina sobre cultura africana, escreveu livros, ministrou cursos profissionalizantes para centenas de adolescentes.

Agora que já conhece um pouco de algumas personalidades que fizeram parte da história em Salvador, não deixe de aproveitar para visitar os melhores locais para se divertir e explorar a cultura soteropolitana.

 

LEIA OUTRAS DICAS DE SALVADOR