Reserve
História e Tradição: como surgiu o Elevador Lacerda?
Molde-Blog

História e Tradição: como surgiu o Elevador Lacerda?

Um dos principais pontos turísticos no Centro Histórico de Salvador, o Elevador Lacerda proporciona ao visitante uma bela vista da Baía de Todos-os-Santos, a partir da Praça Tomé de Sousa localizada na Cidade Alta e acesso ao cultural Pelourinho. Na Cidade Baixa, onde o acesso se dá pela Praça Cayru, está localizado o centro comercial e financeiro da região.

Origem e Construção

Idealizado pelos irmãos Antônio de Lacerda e Augusto Frederico de Lacerda, com o financiamento de seu pai, Antônio Francisco de Lacerda, o então chamado Elevador Hidráulico da Conceição – primeiro nome do Elevador Lacerda, construído a partir de 1869 e inaugurado em 1873 com apenas uma torre e dois elevadores, teve como principal objetivo facilitar o transporte de mercadorias, estas que anteriormente eram feitas por meio de guindastes, e também para o deslocamento da população, e com isso acelerar o progresso que acontecia ao sul da cidade.

Visto como um desafio para a engenharia à época de sua construção, o Elevador Lacerda foi considerado o primeiro elevador de transporte público do mundo. Para a construção da primeira torre foram perfurados dois túneis, um na vertical e outro na horizontal, na grande rocha onde está localizado. A segunda torre projetada para frente é ligada por uma plataforma de 71 metros de comprimento.

No alto dos seus 72 metros de altura, e após a reforma de ampliação realizada em 1930, a capacidade de transporte atual por viagem das quatro cabines em funcionamento, divididas entre as duas torres, passou de 32 para 128 pessoas em uma viagem de apenas 22 segundos de duração. Num total de 28 mil pessoas que passam diariamente, o famoso elevador chega a transportar uma média de até 900 mil pessoas por mês.

Movido originalmente por uma máquina a vapor (1873), passando para tração elétrica (1906) e na sua última reforma estrutural ocorrida em 1930, o ponto turístico mais visitado e conhecido de Salvador, o Elevador Lacerda é o meio mais rápido de acesso da Cidade Alta para a Cidade Baixa, uma vez que a cidade, geograficamente falando, possui dois andares, e o deslocamento das pessoas, antes de sua construção, era realizado pelas ladeiras íngremes.

Dica para os Visitantes

Por se tratar apenas de um meio de transporte, as cabines utilizadas no Elevador Lacerda não proporcionam ao visitante uma vista panorâmica durante a sua breve viagem, o que pode causa certa decepção aos que buscam visitar esse ponto turístico. Entretanto, para os apreciadores de um belo pôr do Sol, a partir da Praça Tomé de Sousa na parte alta, é possível contemplar esse belo momento, após conhecer outros pontos turísticos da cidade.

Em dezembro de 2006, este importante ponto turístico foi considerado patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e teve o seu tombamento declarado neste mesmo ano.

As viagens podem ser realizadas diariamente, mediante o pagamento de uma tarifa. Consulte os horários e valores antes de visitar. O ponto turístico foi estatizado em 1955 e administrado pela Prefeitura, porém hoje é a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) que administra um dos locais mais visitados de Salvador.

 

 

LEIA OUTRAS DICAS DE SALVADOR