Reserve
Explorando o Castelo Garcia D´Avila na Praia do Forte
Castelo-Garcia-D´Avila

Explorando o Castelo Garcia D´Avila na Praia do Forte

Construído entre os anos de 1551 e 1624 e com instalações utilizadas para o uso militar, o Castelo Garcia D’Ávila, localizado próximo à Praia do Forte, foi a primeira construção portuguesa no Brasil. Erguida em estilo medieval, é a única obra desse estilo na América.

Origem e Construção

A sua história começa quando em 1549, Garcia D’Ávila, agricultor português, vem para o Brasil acompanhando o militar e político português Tomé de Sousa, o qual foi o primeiro governador geral do Brasil. Com a influência de sua amizade, ou talvez o seu grau de parentesco com o governador, Garcia D’Ávila foi nomeado feitor e almoxarife da cidade de Salvador e da Alfândega ainda no ano de sua chegada.

Em seguida, Garcia D’Ávila recebeu uma enorme porção de terra, considerada hoje o maior latifúndio do mundo. Assim iniciou-se a construção da Torre Garcia D’Ávila, localizada em um ponto estratégico para uso militar. Ainda na mesma construção foram erguidos o Castelo, ou Casa da Torre, e a Capela de Nossa Senhora da Torre.

Toda a estrutura foi usada para fins militares e residenciais por um período de 300 anos, quando após o retorno do Visconde da Torre de Garcia D’Ávila, em 1835, para Portugal, o local ficou abandonado e encontra-se em ruínas, apenas a capela foi efetivamente restaurada. O restante da obra, que também foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em 1938, não pode ser modificada.

Importância Histórica

O Castelo Garcia D’Ávila foi um ponto estratégico para a Guerra de Independência do Brasil entre os anos 1822 e 1823, pois foi abrigo e base para o exército. A Torre Garcia D’Ávila era usada, através de fumaça, como meio de comunicação, e também como ponto para vigiar o avanço de ataque indígena, vindo do sertão, e ao ataque holandês, vindo pelo mar. 

Preservação

A Fundação Garcia D’Ávila, fundada em 1981, é responsável pela preservação do espaço, que conta com uma maquete onde mostra toda a fachada da construção erguida, como a torre, capela e a casa. Ainda no espaço é possível ver o parque arqueológico, onde ainda são realizados trabalhos de escavações.

A visita às ruínas do Castelo Garcia D’Ávila é realizada por meio de uma passarela metálica suspensa, para que o visitante possa chegar ao andar mais alto da edificação e contemplar a bela vista que a Praia do Forte proporciona ao local. O percurso entre a entrada principal e o Castelo é rodeado de árvores centenárias que valem ser apreciadas também. 

Como Chegar

As ruínas do Castelo Garcia D’Ávila ficam localizadas a 03 quilômetros do vilarejo Mata de São Jorge, sendo possível o seu acesso pela estrada da Linha Verde. Por ser uma propriedade particular, na entrada de acesso às instalações, é cobrada uma taxa e também é necessário verificar o horário de visitação.

Diversidade de Nomes

Batizada por seu proprietário como Torre Singela de São Pedro, a primeira construção portuguesa, recebeu ao longo dos anos, diversos nomes, tais como Casa da Torre de Garcia d’Ávila, Castelo de Garcia d’Ávila, Torre de Garcia d’Ávila, Forte de Garcia d’Ávila ou Casa da Torre.

 

LEIA OUTRAS DICAS DE SALVADOR